"Me leva que eu vou"

05:44:00Rio de Leitura


             A intenção de formar uma comunidade de leitores perpassa pelo fato de que deve extrapolar a mediação de leitura dentro da instituição escolar.  Na maioria das vezes, as famílias ainda tem pouco acesso ao livro e são seduzidas, frequentemente, pelos apelos da mídia eletrônica, com promessas de fácil lazer.  O empréstimo de livros é uma antiga, porém excelente, estratégia para o objetivo proposto. Conforme preconiza o Manifesto por um RN de Leitores, “a literatura requisita a transposição dos muros escolares para alcançar aqueles que desconhecem as letras (...) alijados no mar das desigualdades sociais e sedentos de inclusão”.
            Ainda, em plena modernidade, ouvimos notícias de livros encarcerados em bibliotecas, enfeitando as prateleiras, mas que não chegam ao aconchego necessário do seu receptor.  E leitores em potencial ficam desassistidos, deserdados daquilo que é seu direito.
            Com um acervo admirável – o que há de melhor no mercado editorial - e um ambiente encantador, a Escola Municipal Cícero Melo tem alcançado a média admirável de 300 livros emprestados por semana, leitura essa completamente desobrigada de tarefas pós-leitura.  Com um trabalho continuado realizado pela professora Marlizete Faria há três anos no espaço de leitura, as crianças respeitam o livro e os poucos danificados decorrem naturalmente do desgaste do tempo.
            O aluno Jeferson Cosmo é um dos agraciados no belo espaço que a instituição ostenta.  Em seu depoimento fica claro o seu envolvimento com a
                                                     “Adoro ler. E quero ler mais.
Até o fim do ano vou ler mais 60; tenho que ler dois por dia até lá.
 A leitura me ajuda a escrever historinhas. Ela me dá prazer.
Quando eu pego um livro eu leio bem devagarinho, pois é igual a uma fruta. 
 E leio como se ‘tivesse’ chupando a fruta e sentindo seu sabor”.
            Um espaço pulsante e dinâmico como este, oportuniza, a meninos como Jeferson, o descortinar para uma vida cheia de possibilidades, não apenas na área acadêmica, mas também no âmbito social e político.
           Aqueles que entendem o poder de um leitor voraz, de mente aberta, temem meninos como Jeferson Cosmo.

Você também pode gostar de

0 comentários

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato