Tá de castigo? Já para a biblioteca!

05:26:00Rio de Leitura

         
         
            Profº Warimu Mussoly. É. O nome é esse mesmo: de descendência libanesa, é hoje o mediador de leitura da Escola Municipal Josafá Machado do turno vespertino e socializou conosco uma experiência incomum.

           Na infância, talvez por não se comportar de acordo com os ditames de sua instituição escolar, a Mussoly foi imposta a seguinte penalidade: copiar o primeiro capítulo de Meninos do Engenho, de José Lins do Rego. Que terrível mensagem subliminar dita pela escola!
 
          O resultado natural imposto a muitos alunos seria a ojeriza ao lugar que deveria ser mágico, de descobertas, de passagens, passaporte para a independência intelectual.
 
          O enredo de Meninos do Engenho tem como cenário o interior paraibano, inserida na cultura escravocrata, e fala de Carlinhos – personagem principal – na sua segunda infância. A história encantou o ‘castigado’. O menino pediu a autoridade para levar o livro e continuar a história. E se fez leitor. E leu Machado, Monteiro e outros tantos. E hoje lê José Lins do Rego a outros, sem impor-lhes castigo, pelo contrário, seduzido pela beleza que há na literatura, convida outros a enveredarem-se por caminhos igualmente prazerosos.
 
 
 
          Nossas boas vindas ao professor lotado há, apenas, dois meses, e que recebe tantos elogios por parte de sua instituição! "Parnamirim, um rio que flui para o mar da leitura" orgulha-se em receber profissionais do seu quilate!

Você também pode gostar de

0 comentários

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato