Escola José Fernandes apresenta obra dramática no Dia da Família

14:51:00Rio de Leitura


          O mais conhecido dos trabalhos do poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto foi, sem dúvida, “Morte e Vida Severina”.

Livros foram adquiridos por pais da escola

          A história trata de “Severino da Maria do Zacarias, lá da serra da Costela, limites da Paraíba”. Não é por acaso que o escritor escolheu esse nome, já que é tão comum no sertão nordestino. Milhares de nordestinos partilham com o protagonista mais do que o seu nome, dividem sua miséria e seu sofrimento.  Ao se apresentar, Severino encarna todos os retirantes do Sertão, “iguais em tudo na vida” e na perspectiva constante do mesmo tipo de “morte severina: que é a morte de que se morre de velhice antes dos trinta, de emboscada antes dos vinte, de fome um pouco por dia”. 

          A obra, adotada nas grandes escolas, adaptada para desenhos animados e peças de teatro e objeto de análise de mestres e doutores da crítica literária, foi apresentada pela Escola Municipal José Fernandes, depois de um trabalho da professora mediadora Serjane Marques com alunos de 9 e 10 anos, do 4° ano.



          Antes de iniciar a apresentação, foi lida a biografia e o resumo da obra para a comunidade escolar presente.  A professora Serjane agradeceu, inclusive, aos pais, por terem adquirido a obra nos sebos da cidade e disse que “ter um livro em casa é uma riqueza e ter João Cabral de Melo Neto é mais especial ainda”.

          O texto, de histórias simples e significados profundos, foi resgatado e apresentado para pais, professores e alunos no Dia da Família, em uma tarde poética do dia 06 de dezembro de 2012.

A comunidade escolar presente gozando do seu direito de ter acesso à leitura


Você também pode gostar de

1 comentários

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato