Entre números e fatos: Cultura SESC na Escola Osmundo Faria

10:00:00Rio de Leitura


          Os números fazem parte do nosso cotidiano e, para aqueles que lidam com livros, representam muito mais do que uma forma de se medir ou quantificar. Eles emitem vibrações e podem comunicar-nos o subjetivo.  Vamos fazer uma tentativa com os números possíveis na 2ª edição do Cultura SESC em Parnamirim, realizado no dia 25 de julho, na Escola Municipal Osmundo Faria.

Foram, em média, 300 crianças atendidas, na faixa etária de 6 a 11 anos;
8 horas de trabalho dos oficineiros e professores;
11 oficinas oferecidas, distribuídas em 10 salas de aula, 1 biblioteca e 1 sala de vídeo;
100 professores envolvidos, entre os docentes da escola e os mediadores de leitura;
46 escolas participantes.




          De posse de alguns números, seria possível calcular, então, as infinitas possibilidades de vivências poéticas, e o leque de novas  expectativas de trabalho que transcendem a esses numerais?

          Não.  Não é possível calcular o que residiu no coração de cada menino e menina; nem é possível medir o nível de seus desejos e ânsias de ler, brincar e sonhar.  Nem tampouco é realizável enumerar os desdobramentos que terão, nas salas de leitura e bibliotecas escolares, no coração de outras crianças distribuídas nas escolas de Parnamirim.

          Nas oficinas com o Pequeno Príncipe, de Exupery, de poesia, estórias cantadas e tantas outras, não é praticável ingressar na alma infantil e passear pelo seu imaginário, contar quantos sonhos se construíram.

 

          E, falando em formação de leitores de literatura, não é factível calcular quantos, do bairro de Passagem de Areia, saem leitores.  

          Muito grata ao SESC pela nobre parceria.  Avancemos!  Por um Rio Grande do Norte de leitores!

Você também pode gostar de

0 comentários

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato