Mais Respeito, eu sou Pedro Bandeira!

09:44:00Rio de Leitura

          Com a presença do escritor infanto-juvenil mais vendido no Brasil, Pedro Bandeira, foi aberta oficialmente hoje, dia 21 de outubro, a 20ª Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura/2014 (CIENTEC).  O projeto “Parnamirim, um rio que flui para o mar da leitura” estava lá, através de alguns de seus representantes para ver e ouvir o escritor que ministrou a conferência “Ler para Ser” no auditório da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 

          O professor fez, junto aos presentes, uma viagem ao passado brasileiro, recordando-nos como sempre vivemos sob uma ditadura, desde à época da Colônia e, como desde tão cedo, os livros foram proibidos à serviço de algumas ideologias.  Lembrou-nos de como é preciso se repensar os nossos ofícios, enquanto professores.

Na sua conferência

Alguns mediadores de leitura presentes

          Em sua conferência, disse o escritor, com a propriedade de quem lê: 

“Quem precisa de professor é o não-leitor.  E o Brasil, mais do que nunca, precisa do professor, pois foram 500 anos de botas enlameadas.  Isso ainda levará duas gerações para reverter esse quadro.  Não podemos ser sem ler. O médico faz tudo pelo seu doente terminal e, mesmo se falir, assina seu atestado médico, ciente que fez o máximo.  Abdiquemos do poder de produzir marginais nas nossas escolas.  Como fazemos para ensinar alguém a ler?  Do mesmo jeito que ensinamos a nadar: nadando!  Lendo!  Tudo o que sabemos não foi o professor que ensinou.  Ele apresentou, estimulou, seduziu.  Mas só faremos esse jogo de sedução se houver amor.  Por isso, ame!  Lute!  Todo o conhecimento está escrito.  Se a criança não for capaz de ler, ela não terá futuro.  E, se ela não tiver futuro, o Brasil, também, não terá futuro.  Dê poesias às crianças com dificuldades de leitura.  Ofereça as Fábulas de Esopo.  Dê humor às crianças com dificuldades de leitura.  Elas se sentirão gratificadas quando entenderem. Elas rirão!”

          Escritor de muitos gêneros: narrativas longas e curtas para adultos e crianças, poesia, teatro, tradução e adaptação. Uma produção de quase cem títulos publicados. Aproximadamente vinte e dois milhões de livros vendidos. Uma coleção de prêmios literários. Justifica-se ainda mais o sucesso de Pedro Bandeira quando se ouve uma conferência como nós ouvimos hoje.  Apaixonante. Próxima. Envolvente. Uma daquelas ministrações difíceis de esquecer!

Você também pode gostar de

1 comentários

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato