Restaurante Literário; Parnamirim; leitura literária

Escola Silvino Bezerra promove "Restaurante Literário"

15:41:00Rio de Leitura

“Não quero faca nem queijo.  Quero é fome.”
Adélia Prado

          A escritora mineira recorda, a todo e qualquer mediador de leitura, a sua função: instigar, em cada menino e menina do rio pequeno, a fome pela leitura.  De que adianta promover uma ação para alguém que não está interessado?  É necessário despertar o desejo e o respeito pelos livros, atiçar a fome para ser leitor. A pergunta é: como fazer isso?

        É preciso que se lance mão de estratégias criativas para encantar e promover experiências agradáveis junto a literatura principalmente entre os adolescente que habitam o Fundamental ll.

         No último dia 15 de junho de 2015, a ‘chef’ Luíza Branco, da Escola Municipal Silvino Bezerra, promoveu um “Restaurante Literário”: com direitos a garçons-leitores, mesas dispostas como que em um restaurante, um cardápio literário e leituras mil reservadas aos paladares mais avançados. Um mural também foi exposto para que cada alumo deixasse o seu recadinho poético.


 


          Não há receitas prontas, mas um trabalho árduo, perseverante e afetuoso que deve ser empreendido para tocar o coração e a mente de cada leitor – ou futuro leitor - individualmente.  Certamente uma experiência gastronômica para ficar na mente de cada adolescente do bairro de Santa Tereza.

Você também pode gostar de

0 comentários

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato