Declaração de Amor à Escola Pública

17:01:00Rio de Leitura


Fonte: www.marceloabdon.com.br, acessado em 15 de novembro de 2015.

          O Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) é uma organização não-governamental com atuação no estado do Rio Grande do Norte, desde o ano de 2004. A sua missão é “promover e realizar ações que contribuam para garantir uma educação escolar de qualidade e que favoreçam o pleno desenvolvimento de crianças e adolescentes, criando condições fundamentais para a inclusão social”. Neste momento, a ONG começa a veicular a campanha educativa “Aqui a gente aprende”, cujo foco está na defesa da escola pública, tendo o Instituto C&A como principal apoiador, além de dezenas de parceiros.

          Para falar sobre a iniciativa, a diretora executiva do IDE, professora Cláudia Santa Rosa, concede entrevista exclusiva ao Blog.

Blog – Professora, qual foi a principal motivação do IDE para criar essa campanha?

Cláudia Santa Rosa – o desejo de mobilizar as famílias dos estudantes das escolas públicas e a sociedade, de modo geral, para defender essa instituição tão frágil e carenciada de proteção. Desejamos conhecer histórias de sucesso vivenciadas nas escolas e também as sugestões para os avanços necessários. A campanha “Aqui a gente aprende” é uma declaração de amor à escola pública.

Blog – A realidade da escola pública é mesmo tão ruim quanto se diz?

Cláudia Santa Rosa – Há escolas que são ilhas de excelência, que conseguem resultados expressivos, mas a maioria ainda não consegue cumprir a função social de fazer uma educação que promove cidadania. Na campanha queremos mostrar exemplos exitosos de unidades que funcionam com dignidade. Através de escolas reais, que conseguem implementar um ensino de qualidade, esperamos mobilizar para que outras tantas reconstruam os seus processos.

Blog – As dificuldades da escola pública decorrem, então, da baixa exigência da sociedade?

Cláudia Santa Rosa – Diante de um Estado brasileiro que tem dificuldades de materializar o discurso da prioridade à Educação, o problema se agrava pela maneira alheia com que a sociedade enxerga a questão, por desconhecimento sobre o seu direito em si, mas também por não saber como pode participar para mudar tal realidade. Com a campanha tentaremos dar ciência sobre como esse importante serviço público deve ser prestado e que a oferta de uma educação de qualidade é possível. Isso posto, esperamos que as pessoas atingidas pela mensagem da campanha, protagonizem iniciativas, em busca de soluções.

Blog – De que maneira a população pode participar?

Cláudia Santa Rosa – Há alguns canais de comunicação para acolher fatos que denotem êxito na oferta de uma educação de qualidade e sugestões para atenuarem situações que comprometem os resultados positivos. A ideia é que a população seja protagonista do processo e colabore com possíveis melhorias da escola pública. A Campanha está disponibilizando o telefone 0800-887-0484, o WhatsApp: 98127-0484, o site www.falesobreaescola.org.br e o falesobreaescola no Instagram e no Facebook.

Blog – O que será feito com as informações que chegarem?

Cláudia Santa Rosa – Nós temos atendentes que registram os contatos, tomando por base formulários próprios, em seguida organizamos em relatórios e, periodicamente, comunicamos aos respectivos órgãos responsáveis, especialmente às secretarias de educação, no formato de comunicados. Os comunicados ficam publicados no falesobreaescola.org.br e, eventualmente, alguns poderão servir de base para reportagens. Cada Secretaria de Educação administra a atenção que dará ao comunicado, bem como os retornos às escolas e ao IDE. Quando houver retorno, o IDE noticiará no falesobreaescola.org.br, encaminhará releases para os veículos de comunicação, divulgando as principais informações nas redes sociais.

Blog – De que maneira o IDE está trabalhando a disseminação da mensagem da campanha?

Cláudia Santa Rosa – Por meio de ferramentas online e off-line. Já estamos com spots sendo veiculados em rádios, nos próximos dias três filmes de 30 segundos entrarão em TVs públicas e comerciais; vamos entrar com a veiculação de banner da campanha em 20 linhas de ônibus; anúncio em Revista, marca-texto, folhetos e assemelhados; Já há banners em alguns portais institucionais, de notícias e em blogs; nas Redes sociais a campanha tem canal, páginas e/ou perfis no Youtube, Facebook, Instagran e Twitter para veiculação dos filmes, spots, banners, notícias, bem como acolher relatos de experiências positivas e/ou propostas e sugestões para melhorar a escola pública. Nas Lojas C&A serão reproduzidos spots no sistema de som interno, exibição dos filmes nos monitores dos caixas e distribuição de impressos via sacolas de compras.

Blog – A campanha segue até quando?

Cláudia Santa Rosa – será até meados de abril, embora no período de janeiro até o Carnaval com presença somente nas redes sociais. Depois de abril pretendemos continuar, por tempo indeterminado, nas redes sociais, via site e WhatsApp. Tudo dependerá das parcerias futuras.

Blog – Quais os parceiros que já somam com a campanha?

Cláudia Santa Rosa – Além do Instituto C&A que é o nosso apoiador técnico e financeiro, todos os veículos que estão divulgando as peças da Campanha são parceiros, as secretarias de educação do estado e dos municípios de Natal e Parnamirim, a Assembleia Legislativa e Câmara Municipal de Natal. O Sinduscon/RN também é um parceiro importante.

Blog – O que gostaria de acrescentar?

Cláudia Santa Rosa – que as peças da campanha estão disponíveis para quantos queiram veiculá-las, disseminando a mensagem que entendemos ser de interesse de toda sociedade.

Você também pode gostar de

0 comentários

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato