Sarau para os gestores; Rio de Leitura

Sarau "Pra não dizer que não falei das flores" homenageia gestores escolares

16:50:00Rio de Leitura

  “Volto ao jardim
Com a certeza de que devo chorar
Pois bem sei que não queres voltar
Para mim
Queixo-me às rosas, mas que bobagem
As rosas não falam
Simplesmente as rosas exalam
O perfume que roubam de ti”

          Conta-se, nos autos que, certo dia, Dona Zica, a esposa de Cartola, recebeu de presente um ramalhete de rosas. Plantou no seu jardim e, já no dia seguinte, ficou surpresa ao ver que muitas rosas já haviam desabrochado. Chamou Cartola e perguntou para ele sobre o fato. O poeta respondeu que não sabia, afinal, as rosas não falam!  Nascia, então, uma das maiores músicas do cancioneiro brasileiro: “As Rosas não Falam”, eternizada nas vozes de grandes intérpretes.

          Em todas as culturas, seja ela oriental ou ocidental, as rosas são sempre consideradas os símbolos da beleza e do amor.  Assim também a poesia!

          No dia 25 de novembro de 2015, as flores tomaram forma de poesia e lotaram o Auditório Vinicius de Medeiros para falar sobre a importância do gestor escolar durante o Sarau “Pra Não Dizer que não Falei das Flores” E elas - as flores - nem precisaram falar nada simplesmente porque elas têm a sua própria linguagem. Coube, a cada educador - que soma a esta função, uma outra quantia de responsabilidades administrativas e pedagógicas - a missão de admirá-las, lê-las e sentir o seu perfume.

          E eles sentiram o perfume de Cecília Meireles, Castro Alves, Machado de Assis, do salmista Davi e tantos outros que reconhecem o valor de uma flor e um poema nas vozes dos técnicos da Secretaria, nos instrumentos da Banda Municipal Trampolim da Vitória e na performance das crianças das Escolas Cícero Melo e Ivanira Paisinho.  

          Um poema, uma flor, um livro, um gestor.  











        
          

Você também pode gostar de

0 comentários

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato