Adote um Leitor; Rio de Leitura; Por uma Parnamirim mais Leitora; Literatura para bebês

Por uma Parnamirim Mais Leitora: foram 220 livros abertos!

09:24:00Rio de Leitura

           Quando se abre um livro, um vagaroso ritual se dá.  Há que se, delicadamente, pegar os livros com as duas mãos e leva-los à altura dos olhos.  Abrir um livro não tem muito a ver com as palavras que estão lá dentro. Abrir um livro para o outro tem a ver com a relação que queremos estabelecer.  

          Foi exatamente isso que fez o polo 3, estimulados pelas articuladoras Francilene Nunes e Jaciana Sousa: abriram livros e oportunidades mil para 220 bebês nascidos na Maternidade Divino Amor, no mês de dezembro de 2015 com o Projeto "Adote um Leitor: por uma Parnamirim mais Leitora".

           Abriram, também, a chance para que seus pais percebam que é necessário ler para um nenê desde sempre e, que na difícil e solitária rotina de cuidados com seus bebês, com noites pessimamente dormidas, inúmeras mamadas, cólicas e trocas de fraldas, podemos incluir o ritual de abrir livros também.

          Foram 31 dias de labuta na abertura de 220 (duzentos e vinte!!!) livros e, por essa razão, há que se elogiar publicamente a perseverança das mediadoras de leitura das Escolas Íris de Almeida (Francilene Nunes), Eva Lúcia (Jaciana Sousa), Francisca Fernandes (Elaine Christina e Maria José Valentim), Irene Soares (Luciene Rodrigues e Cícera Fernandes), José Fernandes (Christina Sales e Serjane Marques), Francisca Avelino (Ruth Rocha e Beth Campos) e Luís Maranhão (Jaciana Sousa).

          Depois de abertos tantos livros assim, um sorriso de satisfação se desata: é a riqueza do ato de ler que começa antes mesmo do nascimento e se perpetua por toda uma vida. 










Você também pode gostar de

0 comentários

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato