Quando a literatura bate a praia

05:07:00Rio de Leitura

          Vem da Praia do Amor, ali na sequência da praia da Pipa, local de paisagens nativas, a genial iniciativa da 'Biblioteca da Praia'.

         Mais que uma biblioteca: um local para derrubar tabus e mitos de que o livro é algo para ser guardado, preservado, imaculado. Assim mesmo: sem títulos, sem taxas.  Apenas a "Biblioteca da Praia".

          Os burocratas diriam que não ia funcionar: que a preferência seria pelo sol e não pelo livro, que os livros ficariam sujos, etc e etc, mas a estante simples de madeira com telhado de palha com centenas de livros disponíveis em português, e, também, em inglês, francês e mandarim, idealizada pelo surfista pernambucano Adalberon Batista de Omena, não se prendeu aos dogmas do funcionamento das bibliotecas tradicionais.  Simplesmente incrível!

          Em um país como o Brasil, onde o livro é caro, as bibliotecas escassas, será em lugares acessíveis como esse que faremos leitores.  





Você também pode gostar de

0 comentários

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato