Um galo sozinho não tece uma manhã no 11º Seminário Prazer em Ler

06:33:00Rio de Leitura


“Um galo sozinho não tece uma manhã:
ele precisará sempre de outros galos.
De um que apanhe esse grito que ele
e o lance a outro; de um outro galo
que apanhe o grito de um galo antes
e o lance a outro; e de outros galos
que com muitos outros galos se cruzem
os fios de sol de seus gritos de galo,
para que a manhã, desde uma teia tênue,
se vá tecendo, entre todos os galos.”

João Cabral de Melo Neto

          Um bando de aves tecendo, em gritos, que algo deve ser feito em poesias proseadas, amarradas pelo coração e pelo olhar de professores que teimam em ler.

          Dois dias arrolados, dezenas de escritores, milhares de livros, cinco centenas de professores (Quantos galos em plena reunião!) que ainda não foram satisfeitos n'alma: faz-se necessário outras edições!

          Um outro grito é apanhado para encontrar a palavra não pronunciada, nem escrita. Talvez a criança que encontremos segunda -feira em nossa biblioteca a saiba pronunciar. 

         Segue o registro completamente espontâneo de algumas 'aves', de belas plumagens, que escrevem neste 'diário', entrelaçadas nas combinações de sua próprias vidas e experiências leitoras:



"Meninas e Meninos!!! Confesso que fiquei emocionada ao me aproximar de Ana Maria Machado e não consegui abraça-la, pois meus olhos se encheram de lágrimas. Há dois anos, a escola em que trabalho recebeu uma verba de um projeto de inovação pedagógica. O tema era "Circo Cultural" .  Compramos  inúmeros "Bisa Bia Bisa Bel".   Em nossa feira literária anual, meus alunos apresentaram justamente o trabalho com o nome deste livro.Ter vários exemplares de um mesmo livro facilita a leitura.  Passou um filme em minha cabeça, pois também foi este livro o primeiro livro "grande" que li para minha filha (hoje com 10 anos).  Lembro dela esperar ansiosa a hora de dormir, só para lermos mais um pedaço do livro. Desculpem-me o texto longo, mas repleto de emoções. As lágrimas rolam do meu rosto. Gratidão a todos os organizadores. Cada escritor maravilhoso. Minha amiga Drika Duarte, cuja admiração é eterna. Salizete Freire, um 'doce de coco' maravilhoso e cheio de surpresas  Fábio Monteiro, cuja voz ressoava como um cântico dos anjos.  Luciano Pontes, com suas ternas palhaçadas, cheias de afeto.  Manoel Cavalcante é um menino travesso das palavras. Elma trouxe doçura e ética. Cada diálogo melhor que o outro.  Um encontro cheio de cores, perfumes, sabores, saberes."  (Ana Leopoldina, mediadora de leitura da Escola Municipal Erivan França)


 "Boa noite, navegantes do Rio Pequeno. Cada palestra, cada verso foi um mergulho, construção ou reconstrução de conhecimentos.  Assim como as águas do Rio se renovam, assim fizemos nesses dois dias. Voltamos renovadas. Avante, meu povo! Segunda, colocaremos em prática!"  (Aracy Gomes, assessora do projeto Rio de Leitura)


"Eu desabei.em lágrimas. Quase não consigo me recompor..  A emoção foi grande. Ele (o escritor Fábio Monteiro) fala com muito amor, toca a alma, encanta, e memorizar a infância na fase sensível em que me encontro faz-me resgatar a memória e lembrar de meu pai. (Carolina Tavares, mediadora de leitura da Escola Manoel Machado)


"Gente, o que foi esse seminário? Saio cheia de orgulho do nosso grupo,  nossa prática,  nosso trabalho,  muitas vezes tão cheio de obstáculos. Avante, Rio! Aos organizadores, obrigada por nos ofertar tamanha troca de aprendizagens. Dei dois fortes abraços em Angélica no final, em Aracy,  perdi as contas de quantas vezes abracei."  (Girlane Mendes, mediadora de leitura da Escola Ivanira Paisinho)


"A leitura  em si não tem valor supremo, o que realmente importa é aquilo que se lê e como  se ler." Ana Maria Machado



"Quando não ajudamos as crianças  a fazerem uma boa  escolha, isso não é  liberdade, é  negligência." Fábio Monteiro


 "Parabéns a todos os envolvidos com o evento. Mais uma vez, fomos presenteados com tantas emoções. Parabéns, Angélica e toda a equipe, pela organização, pela programação. Foi lindo!  Ainda sentindo a alegria da essência feliz e descontraída de Luciano Pontes, a simplicidade cheia de aconchego que vem de Salizete,  a espontaneidade carregada de emoções na narrativa de Manoel Cavalcante, a viagem literária na presença de Ana Maria Machado. E tantas outras emoções que tendem a se eternizar em nossa alma e em nosso coração."  (Yoana Nunes, mediadora da Escola Augusto Severo)



"Conseguiu superar os outros seminários, quando valoriza a prata de casa, desenterrando talentos anônimos, mas com qualidade igual ou superior. Foi show! Amei cada um. Parabéns! Foi muito o aprendizado nesses dois dias: a emoção é indescritível!"  (Selma Ribeiro, mediadora da Escola Alzelina de Sena)


"Amei tudo! A cada ano me encanto e me encorajo em cada edição para continuar semeando leitores.  Parabéns a todos que organizaram com tanto carinho, zelo, sabedoria e sensibilidade. O amor e a poesia caminham lado a lado. Viva a literatura e quem a ama também!  E, aos que ainda não conhecem, vamos convidar a descobrir a beleza das palavras rimadas para tocar a alma e o coração."  (Maria Itamar, mediadora de leitura da Escola Manoel Machado)


"Não caiu a qualidade, achei este um dos melhores: vocês acertaram na escolha dos palestrantes. Deus é Fiel sempre!" (Wilde Valéria, mediadora de leitura da Escola Francisca Avelino)


"A gente se sente igual aos alunos quando se aproximam do escritor."  (Francilene Nunes, mediadora de leitura da Escola Íris de Almeida)

"Bom demais participar dessa experiência, grata pela oportunidade!"  (Carla, mediadora de leitura da Escola Poeta Luís Carlos Guimarães)


"Angélica recitou: - Um galo sozinho não tece uma manhã... A manhã de quinta nos trouxe humor, sorrisos, gargalhadas... Palestrantes, mediadores, professores e o galo... Todos tecendo uma manhã divertida.  A manhã de sexta foi tocante...  Lembranças, sonhos, lágrimas, infância... Mediadores, palestrantes, professores e o galo... Todos tecendo uma manhã emocionante, que tocou o coração até dos carentes de infância.  No Seminário Prazer em Ler foi recitado e comprovado. Um galo sozinho não tece uma manhã."  (Rosimeiry Vieira, mediadora do CMEI Maria Dilma)


"Uma andorinha só, não faz verão? Ou uma andorinha só não faz verão? Estas indagações feitas por Fábio Monteiro ficaram em mente e fiquei imaginando ali, quantas andorinhas não estavam sendo instigadas na arte de mediar...O seminário cumpriu o seu papel, nos  fez refletir. Já estou esperando o próximo!" (Ismênia Barreto, mediadora de leitura da Escola Luís Maranhão)



"O início da Primavera, estação que  predomina o florescimento, ficou muito bem evidenciado em um canteiro especial: o Seminário Prazer em Ler. Lá palavras desabrocharam em corações apaixonados pela leitura, escritores exalaram poesia, amigos enraizaram seus afetos e livros nos fascinavam com suas cores e magia.  Foram só flores!"  (Vera Vilela, mediadora de leitura das Escolas Sadi Mendes e Maria Francinete)



"Todos os anos espero com muita expectativa o Seminário Prazer em Ler, na certeza de que terei uma formação muito bem planejada, com riquíssimas contribuições, para que continue na luta para a formação de leitores através da Leitura Literária, com o Livro e com o direito ao acesso à Biblioteca. É um momento para refletir acerca da teoria e sobre como tem sido a prática, (re)conhecer novos autores escritores e ilustradores, (re)ver e (re)construir ideias. Gostaria de destacar que este ano fui tocada e transformada com a alegria e as imagens de Luciano Pontes e a sensibilidade poética de Manoel Cavalcante. Parabéns a toda equipe! Foi maravilhoso!!!"  (Simone Leite Peixoto, mediadora do CMEI Djanira da Mota)



Você também pode gostar de

0 comentários

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato