Rua da Leitura acontece na Escola Costa e Silva

12:00:00Rio de Leitura

          Por que levo o verbo ao plural?  Porque trata-se de uma biblioteca ávida por mais, que extrapola seus limites e leva sua comunidade escolar a ladrilhar sua rua com pedrinhas bem especiais. 
       
          A Rua Sargento Norberto Marques, esta que começa bem ali na viradinha da BR 101 e chega até o centro de Parnamirim tem alma nobre e luta por seus leitores onde eles habitam. Dia 9 de agosto, aconteceu, durante todo o dia, a Rua Literária: uma ação da Escola Municipal Costa e Silva que levou poesia às suas famílias.  Cada professor adotou um escritor e ia acontecendo as apresentações de escritores como José de Castro, Manoel de Barros, Salizete Freire e tantos outros. O poema lido de José Paulo Paes ilustrou bem o momento:

"Se esta rua fosse minha,
eu mandava ladrilhar,
não para automóvel matar gente,
mas para criança brincar"

          E, no entrecruzamento de experiências estava o escritor homenageado José Acaci, a Secretária de Educação, a professora Justina Iva, entre pais e professores da instituição em estrada construída por e para as pessoas parnamirinenses durante todo o dia. 

          Não se trata de um ofício restrito à escola, mas de uma atividade de vida que o Costa e Silva apre(e)nde.  Porque a Rua pode ser mais que uma vereda só de passagem, é também um avenida de permanência. 










Você também pode gostar de

1 comentários

  1. Belíssimo relato! Traduziu muito bem o sentimento de quem participou da construção das etapas do projeto.Parabéns!

    ResponderExcluir

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato