Escritora Paula Belmino faz chover na Escola Costa e Silva

14:11:00Rio de Leitura

          Uma das funções da Biblioteca Escolar é oportunizar a leitura de ler para os outros, com os outros e diante dos outros; até porque este ato é, sim, uma atividade social, coletiva.  E, por quê não, ler uma obra literária em latas de água?


          A escritora e mediadora de leitura Paula Belmino orvalhou nas celebrações da Escola Municipal Costa e Silva no dia 26 de setembro de 2019. Na celebração, crianças oraram, beberam em canecas de alumínio, deitaram sementes na terra e pingaram pingos poéticos, enquanto liam trechos da obra "A Menina Que sabe Chover". 





          A literatura, capaz de nos transportar a outros lugares, trouxe a autora da cidade de Lagoa Nova, para aguar nossa terra para uma celebração cheia de significados e aqui mesmo ela chorou.  E, enquanto as latas se enchem, esbarrotam bicas da esperança em dias melhores e plenos de sensibilidade. Haja emoção promovida em conjunto com o professor de Artes e todo o corpo docente da escola!

          Para a mediadora de leitura Marizalba Ribeiro, recém chegada no projeto, é necessário dizer que a água também tem a sua infância, feito gota de orvalho mas, ainda assim, ela traz um refresco sem igual. Faz-se necessário esperar, porque formar um leitor competente pressupõe viver experiências várias.  Há esperança de colheita, de fartura e dança!

        Para todos os leitores deste site, iniciado no ano de 2012, quando eu escrevia desde menina, e pensava que tudo nele cabia, desejo vida florida e poesia germinada!






Você também pode gostar de

1 comentários

  1. Eu não tenho palavras para agradecer tanto carinho. Ver as crianças vestidas de poesia, aprendendo a se expressar, falar de natureza e sonho, junto com seus professores dedicados, tudo em prol de uma educação de qualidade. Lindo

    ResponderExcluir

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato