Por uma vida mais doce e poética: Cícero Melo celebra vida e obra de Cora Coralina

13:43:00Rio de Leitura

"Era uma vez uma velha que morava sozinha numa cidade muito antiga e tinha sua casa-grande na beira de um rio atravessado de pontes e cheio de estórias..."

          Assim inicia a narrativa escrita por Cora Coralina sobre as duas gerações que se aproximam via uma troca de tesouros, texto lido na Escola Cícero Melo,130 anos após o nascimento da poetisa e doceira: dia 11 de setembro de 2019.

          E, na frente da Bibliotrca Escolar Salizete Freire, uniram-se outras mães e avós que, assim como Cora, venceram muitos obstáculos em função das suas habilidades. Uma tarde recheada de sensibilidade, feminilidade e versos da escritora goiana em um sarau muito especial pensado pela mediadora de leitura Marlizete Ricardo. A cada verso lido ou cantado, um pedacinho de tecido colorido era costurado na parede e na alma de cada leitor.





          A decoração trazia um tecido que caia do céu para o chão da escola e a programação ainda contou com a degustação de doces preparadas pelas mães da Confraria Cora Coralina da instituição.  O próximo encontro terá como tema a vida e obra de Manoel de Barros.

          Encontra eco no Bairro de Rosa dos Ventos e reverbera nas mulheres que não perdem a doçura mesmo com a lida cotidiana e são, assim como Cora:

"Deixará, quando morrer, para filhas, netas e bisnetas, símbolos vivos do seu trabalho produtivo. Ensinamento.  Lição. Lição de Vida.  Sempre proveitosa."
Coralina, Cora. A Menina, o Cofrinho e a Vovó.  SP: Gaudi, 2011.







Você também pode gostar de

2 comentários

  1. Ah! Meu Jesus coisa mais linda. Os livros chegaram aqui em duas escolas e também leram com Famílias. Vou copiar a ideia de colar retalhos. Amei

    ResponderExcluir

Postagens mais visitadas

Imagens Flickr

Formulário de contato