sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Potigraffiti congrega artes várias na Escola Brigadeiro

          O “Encontro Nacional de Graffiti” - o Potigraffiti - foi uma enorme oportunidade da comunidade potiguar alargar a possibilidade de interculturalidade, primeiro, porque criou um canal de diálogo com artistas brasileiros de vários lugares do Brasil e da América Latina; e, depois, porque proporcionou o contato com vários códigos culturais. E esta experiência de tirar o aluno da sala de aula e fazê-lo experimentar outras práticas é uma expansão incrível de seus sentidos.

           Não apenas a arte do grafite, mas o encontro trouxe o encontro de várias artes: esportes, através de uma oficina com a Associação Potiguar de Skate, da Zarabatana e de uma palestra de alunos sobre Os Jogos Indígenas; o sonoro, na atração musical que ambientou o sarau; nas artes visuais, com a oficina na parede de frente à biblioteca da Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes; e o gestual, no ato de agradecer pelo sexta-feira extraordinária na presença do público de Nova Parnamirim e no diálogo com ele.






          Em pauta, também, o verbal no bate-papo com os grafiteiros e no Recital "Nossas Raízes", com a leitura de obras de Drika Duarte, Claudio Fragata e outros ante toda a comunidade no pátio da escola.

         Ficam estampadas no muro da Praça Literária Professora Terezinha Martins e nas vidas desta comunidade novos sonhos e valores, novas posturas e percepções, e permanecem relevantes histórias de vida. 









Nenhum comentário:

Postar um comentário